Sente dores no ombro ou cotovelo? Agende conosco - Seg à Sex - 08:00h - 19:00h

Luxação acrômio-clavicular

Luxação acrômio-clavicular

O dano à articulação acromioclavicular e componentes associados é caracterizado por lesão da articulação acromioclavicular. Eles variam em gravidade de uma entorse leve a ruptura total, quase sempre traumática. As lesões na articulação podem ocorrer em qualquer idade, mas geralmente ocorrem na faixa de 20 a 40 anos, sendo nos homens mais comuns que nas mulheres, sendo uma lesão comum em esportes de contato. Dor e edemas no ombro podem estar presentes nos casos de luxação acrômio-clavicular. Geralmente não é notado nenhuma deformidade na região.

 

 

Como ocorre a luxação acrômio-clavicular?

 

Em pessoas fisicamente ativas, a luxação acrômio-clavicular é uma lesão muito comum. A clavícula se separa da escápula nesta. Em esportes de contato, geralmente é causada por uma queda diretamente na "ponta" do ombro ou por um golpe recebido diretamente.

 

Em geral, a cirurgia não é necessária para a maioria das luxações. No entanto, existem alguns casos em que a cirurgia pode ser necessária. A maioria dos pacientes se recupera com a função completa do ombro. Dependendo da gravidade, o tempo de recuperação e dor variam de alguns dias a 12 semanas. Em todo o ombro e braço, a ruptura da articulação resulta em desconforto e limitação de movimentos básicos. Quando o paciente tenta movimentos acima da cabeça por exemplo, ou tenta dormir no lado afetado, a dor é muito intensa.

 

 

Sintomas da luxação

 

Os sintomas clínicos diferem com os graus mais elevados da lesão, geralmente com os sintomas mais graves. Os sinais mais comuns são dor e sensibilidade na articulação, sendo a dor especialmente evidente quando o braço afetado é cruzado no peito ou ao tentar deitar sobre o ombro afetado. Também é normal sinais de inchaço sobre a articulação, com a clavícula mais proeminente.

 

 

Tratamento da Luxação

 

O tratamento da luxação acrômio-clavicular depende do grau das lesões no ombro. Lesões no Grau I-II devem ser tratadas de forma não cirúrgica. A dor desaparece após o desconforto inicial, deixando o ombro completamente funcional novamente, embora a clavícula permaneça proeminente. Em certos casos, entretanto, a dor contínua ocorrendo por longo prazo, é preciso verificar se há danos subjacentes à cartilagem meniscal encontrados dentro da articulação acromioclavicular. Uma excisão artroscópica pode ser necessária em tais casos.

 

É possível tratar as luxações de grau III de forma conservadora, mas a cirurgia também pode ser recomendada. As recomendações para a cirurgia de estabilização da luxação Grau III baseiam-se na gravidade dos sintomas e, em particular, nas expectativas do indivíduo. Lesões de grau IV-VI geralmente requerem intervenção cirúrgica, especialmente quando o braço é levado até ou acima da altura do ombro, para restaurar a função do ombro por completo novamente.

(67) 99931-0077

kauegimenes6600@gmail.com

End. Rua Alagoas , 396, sala 902 , Edifício Atrium Corporate, Jardim dos Estados
Campo Grande - MS

Entre em contato e tire suas dúvidas!

Dr. Kaue Paschoaletto Gimenes - Doctoralia

Convênios Ortopédicos

Convênio Bradesco Saúde
Convênio CASSEMS
Convênio Força Aérea Brasileira
Convênio FUSEX
Convênio GEAP Saúde
Convênio IMPCG
Convênio Marinha do Brasil
Convênio OMINT
Convênio Santa Casa Saúde
Convênio Saúde CAIXA
Convênio UFMS
Convênio Unimed

Horários


Segunda-Feira

Terça-Feira

Quarta-Feira

Quinta-Feira

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

Fechado

Fechado

Endereço Clínica Dr. Kaue Gimenes Ortopedista
Feito com ♥ e estratégia por Sunset Agência de Marketing - 2020

Fale Conosco!

Clique para chamar no WhatsApp