Sente dores no ombro ou cotovelo? Agende conosco - Seg à Sex - 08:00h - 19:00h

Infecção da coluna

Infecção da coluna

A infecção da coluna é um diagnóstico relativamente comum nos pacientes e que pode ser causado por outras infecções, principalmente urinária e de pele. Apesar de ter sintomas que começam de forma leve, a doença pode piorar ao longo do tempo e, caso não seja tratada, pode trazer complicações sérias, como a perda de mobilidade e até mesmo a morte.

 

Por esse motivo, é importante conhecer as causas, sintomas e tratamento das infecções. Dessa forma, você tem toda a informação necessária para procurar o ortopedista o mais rápido possível e recuperar a sua qualidade de vida!

 

 

O que é a infecção da coluna?

 

A espondilodiscite é caracterizada pela infecção das vértebras e dos discos intervertebrais por bactérias (espondilodiscite piogênica) ou pela tuberculose (Mal de Pott). Na maioria dos casos, as infecções bacterianas são causadas pela Staphylococcus aureus.

 

O sangue é a principal via de contágio para a infecção. Por isso, nem sempre a coluna é a única região afetada. Após a infecção em outra região do corpo, a bactéria atinge a corrente sanguínea e se instala na coluna vertebral.

 

As infecções urinárias e de pele são as principais causas para a espondilodiscite. Além disso, os principais fatores de risco incluem também:

 

  • Idade (a infecção é mais comum em crianças com menos de 10 anos e idosos com mais de 65 anos);
  • Imunodepressão;
  • Infecções ativas, principalmente de pele e urinária;
  • Hemodiálise;
  • Diabetes mellitus;
  • Uso de drogas endovenosas;
  • Etilismo e;
  • Acessos venosos de repetição para colher sangue ou infusão de medicações.

 

 

Quais os principais sintomas de infecção da coluna?

 

A maioria dos casos envolve sintomas leves. Porém, caso o quadro não seja tratado, ele pode trazer sérias complicações para os pacientes. Por isso, ao perceber qualquer sintoma, mesmo que seja leve, é importante agendar uma consulta com o ortopedista especialista em coluna para realizar o diagnóstico e dar início ao tratamento.

 

Os sintomas mais comuns de infecção da coluna são os seguintes:

 

  • Febre;
  • Dor na coluna;
  • Astenia (sensação de fraqueza e cansaço) e;
  • Dor que irradia para as pernas ou para os braços.

 

Vale ressaltar que os sintomas podem ser leves no início e, em seguida, tornarem-se mais intensos. Procure o médico o quanto antes!

 

 

Como é feito o diagnóstico da infecção da coluna?

 

Como os sintomas são comuns para outros tipos de dores e lesões na coluna, o diagnóstico deve sempre ser realizado pelo ortopedista. Além do exame físico e avaliação do histórico médico do paciente, o profissional pode solicitar também uma ressonância magnética da coluna e o exame de sangue para comprovar o quadro infeccioso ou inflamatório.

 

Já o exame de cultura permite o diagnóstico da bactéria que causou a infecção. O procedimento é realizado por meio de uma punção guiada por tomografia da coluna, ou o recolhimento direto do material infectado por meio de um procedimento cirúrgico. A melhor opção vai depender do diagnóstico do ortopedista.

 

Caso a condição não seja tratada, é possível que o quadro apresente complicações que incluem:

 

  • Deformidades da coluna;
  • Déficits neurológicos, como a perda de sensibilidade e mobilidade;
  • Dor crônica e que começa leve, mas se torna mais intensa;
  • Perpetuação da infecção (osteomielite) ou;
  • Evolução da infecção com falência de órgãos, sepse e óbito.

 

 

Qual é melhor tratamento para espondilodiscite?

 

O tratamento vai variar de acordo com a gravidade de cada caso. O ortopedista especialista em coluna vai avaliar a extensão da doença e a agressividade da bactéria para indicar o melhor plano de tratamento.

 

Na maioria dos casos, o paciente apresenta sintomas leves ou moderados e o tratamento é feito por meio do uso de antibióticos, administrados de forma endovenosa por cerca de 4 a 6 semanas. Em seguida, completa-se o tratamento com antibióticos orais pelo mesmo período.

 

Em casos mais graves, o ortopedista pode optar também pela realização de uma cirurgia. Esse tratamento mais agressivo é indicado quando o paciente já apresenta algum dos seguintes sintomas:

 

  • Lesões de estruturas neurológicas, como nervos ou a medula;
  • Limitações de estabilidade da coluna;
  • Disseminação da infecção para outras regiões do organismo ou;
  • Falha do tratamento clínico com antibiótico.

 

A melhor opção vai depender de cada paciente. O tratamento deve sempre ser indicado pelo ortopedista e seguido à risca pelo paciente para garantir uma recuperação completa.

 

 

Quanto custa o tratamento para infecção da coluna?

 

Justamente por conta da presença de diferentes sintomas e os níveis variados de gravidade das infecções, os valores do tratamento também podem variar. O custo é tratado diretamente com o paciente, de acordo com o plano apresentado pelo ortopedista para curar a infecção.

Vale lembrar que as infecções podem trazer consequências sérias. Sendo assim, quanto mais rápido você consultar um ortopedista, mais fácil será combater a bactéria e evitar que o seu organismo seja comprometido.

Quer saber mais sobre a infecção da coluna e como cuidar da sua saúde? Agende uma consulta com o melhor ortopedista especialista em coluna agora mesmo!

(67) 99931-0077

kauegimenes6600@gmail.com

End. Rua Alagoas , 396, sala 902 , Edifício Atrium Corporate
Jardim dos Estados, Campo Grande - MS

Dr. Kaue Paschoaletto Gimenes - Doctoralia

Convênios Ortopédicos

Convênio Bradesco Saúde
Convênio CASSEMS
Convênio Força Aérea Brasileira
Convênio FUSEX
Convênio GEAP Saúde
Convênio IMPCG
Convênio Marinha do Brasil
Convênio OMINT
Convênio Santa Casa Saúde
Convênio Saúde CAIXA
Convênio UFMS
Convênio Unimed

Horários


Segunda-Feira

Terça-Feira

Quarta-Feira

Quinta-Feira

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

Fechado

Fechado

Endereço Clínica Dr. Kaue Gimenes Ortopedista
Feito com ♥ e estratégia por Sunset Agência de Marketing - 2020

Fale Conosco!

Clique para chamar no WhatsApp