Sente dores no ombro ou cotovelo? Agende conosco - Seg à Sex - 08:00h - 19:00h

Doença degenerativa do disco (DDD)

Doença degenerativa do disco (DDD)

A Doença Degenerativa do Disco (DDD) é uma doença muito comum, principalmente com o passar dos anos. Conforme envelhecemos, alguns processos naturais acontecem no corpo, dentre eles a perda de elasticidade dos discos.

 

Por sua vez, esses discos são caracterizados como amortecedores de carga da coluna. Ou seja, eles ficam localizados entre as vértebras e servem para reduzir o impacto de cargas na região. Com a perda de sua elasticidade, as vértebras podem “desabar” umas sobre as outras.

 

Como consequência, acontece também a compressão das raízes nervosas ou da medula espinhal e o surgimento dos primeiros sintomas de DDD. O diagnóstico dessa condição deve sempre ser feito por um ortopedista especialista em coluna e o tratamento iniciado o quanto antes. Dessa forma, evita-se a progressão da doença para quadros mais severos.

 

 

Quais são os principais sintomas da Doença Degenerativa do Disco?

 

Dentre os principais sintomas, destacam-se:

 

  • Dor na lombar (região mais baixa das costas);
  • Enrijecimento das costas;
  • Dor que pode irradiar para os glúteos e pernas;
  • Dores que pioram após a prática de exercícios físicos ou quando o paciente fica na mesma posição por muito tempo.

 

Como uma das principais causas da DDD é o trauma – ou seja, quedas, acidentes e lesões na coluna -, a dor se torna o primeiro e mais intenso sintoma do quadro. Por isso, imediatamente após o trauma, o paciente deve procurar o ortopedista para que o médico possa indicar o melhor tratamento.

 

 

Quais são as causas da DDD?

 

Porém, é possível que a doença se desenvolva mesmo sem um evento traumático. O envelhecimento já causa uma perda normal da elasticidade dos discos, sendo um fator de risco para a DDD.

 

Além disso, a realização de exercícios repetitivos e, principalmente, que envolvem cargas pesadas, também pode causar a doença. Fatores hereditários, tabagismo e a obesidade se incluem entre as causas mais comuns para a doença.

 

 

Como é o tratamento da Doença Degenerativa de Disco?

 

O primeiro passo para começar o tratamento é marcar uma consulta inicial com o ortopedista especialista em coluna. Ao perceber os sintomas, o médico deve ser consultado para que ele possa realizar os exames físicos e solicitar os exames de imagem complementares para atestar o diagnóstico.

 

Isso porque o tratamento pode variar de acordo com a gravidade de cada caso e as necessidades individuais dos pacientes. Sendo assim, antes de mais nada, deve-se investigar a causa e gravidade da DDD para que, em seguida, se possa dar início ao tratamento.

 

Felizmente, a maioria dos casos pode ser tratada com o uso de medicações e a fisioterapia. Os medicamentos mais recomendados são os analgésicos para aliviar a dor, mas que sempre devem ser utilizados somente após a prescrição médica.

 

Injeções de corticoide também podem fazer parte do tratamento e serem um complemento à fisioterapia. Por sua vez, a realização dos exercícios tem como objetivo fortalecer a musculatura das costas e prevenir novas lesões nos pacientes.

 

Casos mais severos de doença degenerativa do disco podem precisar da intervenção cirúrgica, sendo muito comum a realização do procedimento de descompressão. Por meio da técnica, o ortopedista remove toda ou porções da lâmina – o arco posterior da vértebra – ou dos osteófitos, além de fazer um alargamento dos forames para aliviar a pressão.

 

Outros procedimentos cirúrgicos, como a descompressão com artrodese posterolateral ou a artrodese lombar intercorporal também podem ser indicados. Tudo vai depender do diagnóstico do ortopedista e o que o paciente precisa para conquistar a recuperação completa.

 

Independentemente da forma de tratamento indicada, é muito importante que o paciente preste atenção e siga à risca as instruções do ortopedista. Afinal, caso a DDD não seja tratada, o paciente pode sofrer ainda mais com os sintomas e outras complicações podem surgir, prolongando o tratamento e tornando-o cada vez mais difícil.

 

 

Quanto custa o tratamento para a doença degenerativa do disco?

 

Assim como existem diferentes causas para o surgimento da DDD, existem também formas de tratamento variadas. O organismo de cada paciente, a gravidade do quadro, a disponibilidade do ortopedista e os medicamentos envolvidos são alguns dos fatores que podem influenciar no custo total da cura.

 

Por isso, o orçamento do tratamento é combinado diretamente com o paciente, pensando sempre em suas necessidades individuais e as melhores práticas para que se possa recuperar a qualidade de vida. Afinal, ninguém deveria ter que viver com dor e ter as atividades do cotidiano atrapalhadas por problemas que podem ser curados com o acompanhamento médico.

 

Se você quer saber mais sobre a doença degenerativa de disco e como podemos ajudar, não perca mais tempo! Entre em contato agora mesmo e agende sua primeira consulta com o melhor ortopedista especialista em coluna da região e comece a transformar a sua vida e cuidar melhor da sua saúde. Até breve!

(67) 99931-0077

kauegimenes6600@gmail.com

End. Rua Alagoas , 396, sala 902 , Edifício Atrium Corporate
Jardim dos Estados, Campo Grande - MS

Dr. Kaue Paschoaletto Gimenes - Doctoralia

Convênios Ortopédicos

Convênio Bradesco Saúde
Convênio CASSEMS
Convênio Força Aérea Brasileira
Convênio FUSEX
Convênio GEAP Saúde
Convênio IMPCG
Convênio Marinha do Brasil
Convênio OMINT
Convênio Santa Casa Saúde
Convênio Saúde CAIXA
Convênio UFMS
Convênio Unimed

Horários


Segunda-Feira

Terça-Feira

Quarta-Feira

Quinta-Feira

Sexta-Feira

Sábado

Domingo

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

08:00h - 19:00h

Fechado

Fechado

Endereço Clínica Dr. Kaue Gimenes Ortopedista
Feito com ♥ e estratégia por Sunset Agência de Marketing - 2020

Fale Conosco!

Clique para chamar no WhatsApp